Dj Gildo MuSic

Pesquisar

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

A Musica Eletrônica


Por definição, música eletrônica é toda e qualquer música criada ou modificada por meio de equipamentos e instrumentos eletrônicos, como gravadores digitais, computadores, softwares e sintetizadores. E apesar de alguns gêneros da e-music terem feito tanto sucesso a ponto de se tornarem sinônimo de “música eletrônica” – como é o caso do techno, por exemplo –, são inúmeros os diferentes estilos musicais criados utilizando instrumentos eletrônicos, fazendo com que esse tipo de música não reúna uma só “tribo”, já que com tanta variedade é possível agradar a gregos e troianos.
E engana-se quem acredita que a música eletrônica surgiu nas décadas mais recentes da nossa história. Na verdade, a partir dos anos 1970 a e-music teve uma evolução incrivelmente rápida, mas há registros de que o ser humano já criava músicas eletronicamente desde o século retrasado. Muito antes da música eletrônica se tornar o símbolo das baladas e da vida noturna, ela chegou a ser algo rústico e até mesmo erudito, também sendo presente na música popular.
Atualmente, a e-music é um dos pilares mais relevantes da indústria fonográfica e faz a economia girar com a realização de gigantescos festivais musicais em todo o mundo, indo muito além das raves que ficaram caracterizadas na mídia como um reduto de jovens interessados em sexo e drogas. 
Confira esta excelente matéria Dividida em 4 Partes e Saiba Mais!

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

CURIOSIDADES:Quantos estilos existem na música eletrônica Gênero/Sub-Gênero ?

Respondendo a Pergunta.Atualmente existem mais de 60 estilos dentro da família da música eletrônica. Muitos talvez já não existam mais, ate mesmo por falta de artista e Produtores ou por não darem continuidade em determinado seguimento,  pois foram dando lugares a outros novos estilos e Gêneros que surgem a cada dia.
Segue a Lista De Alguns Gêneros e Subgêneros que pude contar a dedo. Brincadeiras a parte rsrs.

- Acid House 
- Acid Jazz 
- Acid Trance 
- Alternative Dance 
- Ambient 
- Amen 
- Anokha 
- Big Beat 
- Breakbeat 
- Chil in 
- Chill out 
- Club House 
- Dance Music 
- Dark Roller 
- Dark Step 
- Deep House 
- Detroit Techno 
- Downtempo 
- Downbeats 
- Drum´n Bass 
- Dub 
- EBM (Electronic Body Music) 
- Electro 
- Electro Jazz 
- Electro House 
- Euro 
- Erotic Lounge 
- Experimental 
- Flipside 
- French House 
- Gabba ou Gabber 
- Garage 
- Goa Trance 
- Hardcore 
- Hardcoreteckno 
- Happy Hardcore 
- Hardstep 
- Hard House 
- House Music 
- Hi NRG 
- IDM (Inteligent Dance Music) 
- Ilbient 
- Industrial 
- Jazzdance 
- Jazzy 
- Jazz Step 
- Jump Up 
- Jungle 
- Leftfield 
- Lounge Music 
- Nightmare 
- Nu School 
- Psy (Psychedelic) 
- Progressive Trance 
- Prog (Progressive) 
- Progressive House 
- Psy Trance 
- Punk Electronic 
- Ragga 
- Sexy House 
- Techno 
- Tech Step 
- Trance 
- Tribal 
- Trip Hop 
- Underground
E muito mais!

Esses são os estilos "Oficiais" dentro da família da musica eletrônica reconhecido pela GmBh de Berlim na Alemanha, onde é a capital mundial da Música eletrônica. 



Breve Descrição dos Gêneros Mais Populares
Gêneros 
Techno : Trata-se de um gênero mais pesado, uma variação do House, com batidas menos suaves e mais mecânicas. No Techno é comum o uso de sons que vão desde sirenes e barulhos que lembram um bate estaca de fábricas, a samples de diálogos de filmes.é um gênero da música eletrônica essencialmente dançante, marcado pela percussão e técnicas tanto em produções como em discotecagem. Para construir uma musica techno é preciso muitas técnicas e conhecimento de notas e filing de melodias auditiva. tona. Surgiu em meados dos anos 80, em detroit, cidade dos estados unidos. O termo techno é frequentemente utilizado, erroneamente, para descrever todas as formas de música eletrônica. O nome "techno", identificava todas as músicas que eram feitas exclusivamente por computador, e assim, sem fazer uso de instrumentos musicais tradicionais. Visto assim, com os modernos estúdios de gravação, qualquer tipo de música poderia ser considerada um "techno". Assim é certo dizer que techno são essas músicas que não só usam os computadores, mas sim aproveitam seu imenso espectro de sons artificiais.Em torno de 120-160 BPM


House : Antes de qualquer coisa é preciso entender que há o House das pistas, normalmente sem vocais, e aquele mais comercial, que toca nas rádios. Pois bem, ambos são House - também conhecido como Dance Music, lembra desse nome? O fato é que a House Music influenciou profundamente todos os gêneros que surgiram depois. É o estilo mais flexível da música eletrônica e permite fusões com outros gêneros.

Acid House :  é um estilo da música eletrônica, sub-vertente da house. A Acid house teve sua primeira aparição no meio dos anos 80, num trabalho chamado "Acid Traxx", feito pelos produtores de Chicago DJ Pierre, Adonis, Farley Jackmaster Funk e Phuture (esse último que levou nome da música que virou clássico). O Acid House é a mistura de elementos da house com o som pesado e graves fundos da Drum Machine Roland TR-808. O termo "acid" deriva da utilização do sintetizador de baixo Roland TB-303 que com seus efeitos de filtros reproduzem um "som ácido". em Torno de135-150 Bpm

Psy e Trance : Tem batidas mais psicodélicas e vertentes rápidas com melodias mais pesadas, o Psy deriva do House e do Techno. Suas batidas são rápidas e alucinantes (até 150 BPM). Uma de suas principais características é o uso de sintetizadores para criar o clima de transe. Já o Trance, que há alguns anos influenciou muito o Psy (criando o gênero Psytrance), é mais lento (130 BPM) e tem vocais.

Minimal : como o próprio nome já diz, é uma vertente "minimalista" que segue aquele ditado (menos é mais). Esse estilo também está ligado ao movimento e a arte minimalista, o minimal também é uma subvertente do techno, por isso as vezes você pode até encontrar como minimal techno. Quando alguém diz que em certo lugar vai rolar um Minimal, entenda que pode ser um Minimal House, ou um Electro Minimal, e por aí vai. Isso porque este é um tipo de música que utiliza poucos sons, normalmente apenas timbres e samples (trechos) de outras músicas.  em torno de 125 a 130 BPM

Electro : Tem como principal característica o uso da bateria eletrônica, sintetizadores, e samplers. Quase não tem vocais, e quando eles existem, geralmente são distorcidos por 'vocoders' (um sintetizador de voz humana muito usado no Eletro). Você vai perceber que está rolando um Electro quando escutar o som daquele tecladinho que se popularizou na década de 80.

Electro House É a mistura do eletro com o house, vertente bem animada, com batidas fortes e vocais marcantes. BPM em Torno de 125 a 135

Trance : Gênero de música caracterizado por seus sons melódicos feitos por sintetizadores e de forma progressiva (crescentes ou quebradas) Pode ou não conter vocais.BPM em Torno de 130 a 135 bpm.
Progressive (PROG) Ritmo musical mais melódico e psicodélico. Pode ser encaixado em outros estilos como o house, trance, etc. 
Progressive Trance: Como o próprio nome diz, conforme a música for passando ela vai "progredindo", ou seja, mais elementos são adicionados a ela.  BPM em torno de 135 a 138.
Progressive House: Vertente mais bem aceita, dentro da música eletrônica, tem as mesmas características do Progressive Trance, ou seja, vão sendo adicionados elementos a música conforme ela vai sendo tocada. BPM em Torno 125 a 130 bpm.
Dubstep : É marcado por uso intenso de sub-graves, composição inconstante, criação de texturas melancólicas,Sincopada e temas geralmente obscuros. Em Torno 138-142 bpm.  
Trap : Surgiu no começo dos anos 90 e 2000 e a partir de 2012 tem sido bastante incorporado no hip-hop e com Djs e Produtores de EDM. Seu ápice veio com o viral "Harlem Shake".Trap é um estilo​ de instrumental, onde combinam ritmos de diferentes músicas, sons, onomatopeias e incorpora um extenso uso de sintetizadores multidimensionais e melódicas bem desalinhadas; músicas boas, laços nítidos e rítmicos; profundos 808 bumbos sub-graves; em tempo duplo, triplo e em tempo semelhante divididos chimbais; e uma utilização cinematográfica e sinfônica de instrumentos de corda, de sopro e teclado criando uma atmosfera sombria, densa, cruel e um contexto triste e desolador para os ouvintes.
trap é definido também por seu conteúdo lírico, características sinistras que variam amplamente, dependendo do artista de hip hop, mas temas líricos típicos incluem observações da vida cotidiana, a pobreza, a violência, e as dificuldades na "armadilha" e duras experiências urbanas envolvendo o rapper que está tentando retratar liricamente para o ouvinte. Outros temas líricos da música trap incluem criminalidadetráfico de drogasfestassexocadeiareligiãoviolênciaarmasgangues, problemas sociais, familiares, amigosemoções e sentimentos pessoais, o niilismonegócios, mudanças da indústria da músicarebeliãoressentimentopalavrões, o racismo, a consciênciavidamortepolíticamaterialismo e riqueza. Em Torno de 140 BPM
 Deep House:  é conhecido pela melodia complexa, com predominância de notas com tons menores e às vezes sustenidas nos instrumentos, andamento musical entre 110 a 120 BPM, uso de acordes cromáticos subjacentes a maioria das sequências, e uma vibe da Ambient musicSoul ou Lounge para os vocais (se houver). Nas primeiras composições (1984-1994), influências da música Jazz foram mais frequentes, usando acordes mais complexos do que as tríades simples que são mantidos por muito tempo e dão às composições um pouco de sentimento de dissonância. O uso de vocais se tornou mais comum no Deep House do que em muitas outras formas de House music, incluindo vocais soulful (se os vocais estão incluídos), melodias dissonantes lentas e concentradas, com um comportamento suave e elegante. Músicas Deep House raramente atinge um clímax ("pico de euforia"), ao contrário dos outros subgêneros de House music, mas persiste como um som confortável e relaxante.É aquele eletrônico feito mais para relaxar do que para pilhar. Tocado em diversos restaurantes mais descoladinhos e lojas de roupa de grife, trata-se também de uma vertente da música eletrônica na qual o intuito não é dançar, mas criar um clima harmonioso
Drum n' Bass : Esse ficou muito, muito popular no Brasil. O Drum'n'bass é aquele eletrônico pauleira, feito em um ritmo rápido que vai além dos 150 BPMs (Batidas Por Minuto) e é totalmente quebrado, não segue por muito tempo um só ritmo. Nele predominam as linhas de baixo e bateria. Esqueça aqui o "tutz-tutz" do House, o que conta aqui são as batidas graves. Também são características desse estilo as viradas, sempre rápidas, com efeitos que reproduzem cordas e pianos. O DB (como é conhecido) tem influência de diversos estilos musicais, como Rock, Hip-Hop e Soul. Outro ponto que pode ajudar você a identificar o Drum'n'bass são os vocais melódicos. O brasileiro Marky, para muitos o Pelé entre os DJs, foi um dos principais responsáveis pela popularização do ritmo no mundo todoas viradas, sempre rápidas, com efeitos que reproduzem cordas e pianos. O DB (como é conhecido) tem influência de diversos estilos musicais, como Rock, Hip-Hop e Soul. Outro ponto que pode ajudar você a identificar o Drum'n'bass são os vocais melódicos. O brasileiro Marky, para muitos o Pelé entre os DJs, foi um dos principais responsáveis pela popularização do ritmo no mundo todo.
Hip - Hop: é um gênero musical, com uma subcultura iniciada durante a década de 1970, nas áreas centrais de comunidades jamaicanas, latinas e afro-americanas da cidade de Nova Iorque.Afrika Bambaataa, reconhecido como o criador do movimento, estabeleceu quatro pilares essenciais na cultura hip hop: o rap, o DJingbreakdance e o graffiti.Outros elementos incluem a moda hip hops.O estilo de música hip hop passou por muitas mudanças desde que foi criado, no final dos anos 70. O hip hop tocado em rádios de todos os lugares hoje é muito diferente das faixas que Kurtis Blow e Fab Five Freddy criaram quando o estilo foi inventado. Independente da evolução da música, as características que definem o hip hop são batidas de ritmos de baterias sincopadas (geralmente construídas com amostras) e o uso de toca-discos e um MC rimando letras faladas.Quando o hip hop foi criado, gravações de soul e Motown dos anos 60 e 70 foram usadas para proporcionar o compasso (baterias), bem como o conteúdo melódico. Agora, produtores profissionais e amadores estão construindo batidas de baterias para artistas do hip hop em quartos, mas as baterias são sempre sincopadas, significando que os tempos fortes de "2" e "4" ora são enfatizados, ora não. As baterias experimentadas atualmente podem ser todas sincopadas, o que significa que batidas em “1” e “3” às vezes são deslocadas e aleatórias.  Bpm em torno de 85 a 95 BPM.